Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ III Anápolis Festival de Cinema é encerrado com premiações e homenagens

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

13/05/2013 12h00 - Atualizado em 13/05/2013 12h03

III Anápolis Festival de Cinema é encerrado com premiações e homenagens

“Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios” e “Colegas”: mais premiados no Festival

 

Tatiana Gonçalves
Assessoria de Imprensa do III Anápolis Festival de Cinema
 
O filme “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios”, dirigido por Beto Brant e Renato Ciasca, ganhou como melhor longa-metragem de ficção exibido no III Anápolis Festival de Cinema, realizado pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. O prêmio nesta categoria é de R$ 26 mil. Todos os ganhadores receberam o Prêmio Beto Leão – em dinheiro – e o Troféu Anápolis de Cinema, criado pelo artista plástico anapolino Napefi. “Eu receberia...” também levou os prêmios de melhor atriz para Camila Pitanga, melhor ator coadjuvante para Zecarlos Machado, e melhor fotografia para Lula Araújo.
 
 “Colegas”, que narra as aventuras de três jovens com síndrome de Down que decidem fazer uma viagem ao estilo “Thelma e Louise”, ficou com os prêmios de melhor direção, roteiro e montagem – para Marcelo Galvão – e melhor trilha sonora – para Ed Côrtes. Emílio de Mello, que atua no filme “Cara ou coroa”, de Ugo Giorgetti, venceu na categoria melhor ator. O longa de Giorgetti levou também melhor direção de arte, para Valdy Lopes Jr.
 
O prêmio de melhor atriz coadjuvante ficou com Mariana Nunes, por sua atuação em “O homem mau dorme bem” , de Geraldo Morais. A premiação de melhor som foi para “Febre do Rato”, de Cláudio Assis. O júri conferiu prêmio especial aos protagonistas de “Colegas” – Ariel Goldenberg , Rita Pokk e Breno Viola.
 
O júri oficial da mostra competitiva de longas-metragens – Adhemar Gonzaga – foi presidido pelo renomado cineasta documentarista Sílvio Tendler. Junto com ele, os atores Flávio Galvão, David Cardoso, Flávio Guarnieri e Mayara Magri. Concorriam na terceira edição do Anápolis Festival de Cinema os filmes “Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios”;“Febre do rato”; “Cara ou coroa”, com direção de Ugo Giorgetti;“O som ao redor”, com direção de Kleber Mendonça Filho; “Colegas”, e o “Homem mau dorme bem”.
 
A cerimônia de premiação e de encerramento do evento aconteceu na noite de sexta-feira (10), no Teatro Municipal, e contou com a presença do secretário de audiovisual do Ministério da Cultura, Leopoldo Nunes, do deputado federal Rubens Otoni, dos secretários municipais Augusto César de Almeida (Cultura) e Ceser Donisete (Comunicação Social), da produtora do Festival, Débora Torres, do presidente da Apae, Hélio Lopes, entre outros. 
 
Confira as premiações:
 
- Melhor Filme de Ficção –“EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DE SEUS LINDOS LÁBIOS” de Beto Brant e Renato Ciasca- R$ 26.000,00 (vinte e seis mil reais) mais troféu;
 
- Melhor Direção –MARCELO GALVÃO-por “COLEGAS” R$ 15.000,00 (quinze mil reais) mais troféu;
 
- Melhor Ator –EMÍLIO DE MELLO-por “CARA OU COROA”-R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Atriz –CAMILA PITANGA por “Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios” R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Ator Coadjuvante-ZÉ CARLOS MACHADO por “Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios” – R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Atriz Coadjuvante–MARIANA NUNES por “O HOMEM MAU DORME BEM” R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Roteiro- MARCELO GALVÃO por “COLEGAS”– R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Fotografia-LULA ARAÚJO por “Eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios”– R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor direção de Arte-VALDY LOPES JR por “CARA OU COROA” R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Montagem- MARCELO GALVÃO por “COLEGAS”-R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor Som- “FEBRE DO RATO” - R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu;
 
- Melhor trilha Sonora-ED CÔRTES por “COLEGAS” R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) mais troféu.
 
 “Bilhete” vence Mostra de Curtas Anapolinos e leva prêmio de R$ 30 mil
 
Os jovens que subiram ao palco do Teatro Municipal para receber o prêmio de melhor curta anapolino na terceira edição do Anápolis Festival de Cinema pareciam ainda um tanto atordoados com o que havia sido anunciado pouco antes: o curta “Bilhete” fora considerado o melhor entre os seis concorrentes da Mostra. O diretor Matheus Leandro Amorim Souza fez questão de citar nomes e agradecer a toda a equipe que, junto com ele, produziu o filme.
 
“Bilhete” ganhou o Prêmio Incentivar, no valor de R$ 30 mil. De acordo com o que está estabelecido no edital de seleção, o vencedor tem o compromisso de prouzir um novo curta-metragem, que deve se finalizado a tempo de ser apresentado na abertura do Festival do próximo ano. Nesta terceira edição, Arnaldo Salu exibiu “Mestre Carreiro”, resultado do prêmio obtido em 2012 com “O giro da Capelinha”.
 
Nesta edição também foram premiados melhor roteiro, que ficou com “Íris”, de Absair Weston Oliveira, e melhor direção, prêmio conquistado por Eli Fernandes, de “As tretas de Rapunzel”. Cada um ganhou R$ 7,5 e o Troféu Anápolis de Cinema. Tanto Absair quanto Eli Fernandes ressaltaram a importância do Anápolis Festival de Cinema para o desenvolvimento do setor audiovisual na cidade e desejaram vida longa ao Festival.
 
Sobre o filme
No elenco do drama ficcional de quase 15 minutosRaphael Vinicius, Marília Gabriela Crisóstomo e Rainan Pires. Matheus Leandro, além de dirigir, é o responsável pela produção executiva, fotografia, direção de arte, cenogragia e animação. O roteiro é de Daniel Duarte Sena Souza; Hugo Crisóstomo fez montagem e som, e a trilha sonora é de Raphael Rodrigues. 
 
Curta brasiliense “Hereditário” vence Mostra do Centro-Oeste
 
O curta “Hereditário” venceu a Mostra Curta Centro-Oeste nesta terceira edição do Anápolis Festival de Cinema. O filme de Johil Carvalho e Sérgio Lacerda, uma ficção de 20 minutos e que conta a história de três rapazes que são unidos ao pai por um pacto, concorreu com “Gertrudes e seu homem”; “Vida Kalunga”, “Verde Maduro, “Meu amigo, meu avô” e “Pérsio”. O prêmio é de R$ 7,5 e troféu. O júri concedeu prêmio especial a “Gertrudes e seu homem”, roteirizado e dirigido por Adriana Rodrigues.
 
O júri que escolheu os vencedores das mostras de curtas – tanto anapolinos quanto do :Centro-Oeste era composto pelo cineasta Carlos Del Pino; a atriz, diretora e escritora Neila Tavares; o crítico de cinema e pesquisador Fabrício Cordeiro; o diretor Evandro de Freitas, e a professora de Roteiro e Leitura Crítica das Mídias, Jô Levy.
 
Confira a ficha técnica do melhor curta do Centro-Oeste no Anápolis Festival de Cinema 2013:
Elenco
Alessandro Brandão
Bruno Torres
Tulio Starling
Antonio Fábio
Juliana Zancanaro
Poliana Pieratti
João Antonio
Direção - Sérgio Lacerda e Johil Carvalho
Roteiro - Sérgio Lacerda
Direção de Fotografia - Raquel Aviani e Fabiano Pierri
Montagem - Luiz Filu Matos
Som - Hudson Vasconcelos
Direção de arte - Nadine Diel
Trilha sonora original - Pablo Fagundes
Produção executiva - Indiara Góes, Sérgio Lacerda e Johil Carvalho
Produção - Muviola Filmes Ltda
Patrocínio - FAC – Fundo de Apoio à Cultura e Secretária de Cultura do Distrito Federal
 
Créditos fotos: Secom/Prefeitura de Anápolis e  Raíssa Aroli

III Anápolis Festival de Cinema é encerrado com premiações e homenagens