Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Inscrições prorrogadas até domingo

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

06/09/2018 16h01 - Atualizado em 10/09/2018 09h42

Inscrições prorrogadas até domingo

O evento, que acontece entre 28 e 30 de setembro, é destinado a duplas e cantores solo de todo País

Os músicos interessados em se apresentar no 8º Festival Anapolino de Viola têm até domingo, 9, para se inscreverem. A Secretaria Municipal de Cultura decidiu prorrogar as inscrições para que os artistas possam aproveitar o feriado e final de semana para enviar seus dados. Além de subir ao palco de um dos mais importantes festivais de música caipira de raiz de Goiás, o artista ainda concorre a uma premiação em dinheiro. As inscrições são gratuitas e só podem ser feitas aqui. O evento é uma realização da Prefeitura de Anápolis/Secretaria Municipal de Cultural, juntamente com a Associação Cultural Motriz, com recursos do Fundo de Arte e Cultura de Goiás 2017.

O Festival Anapolino de Viola é destinado a duplas e cantores solo de música caipira. A apresentação competitiva tem duas categorias: música autoral inédita e interpretação. É obrigatório que o cantor solo se apresente com uma viola de dez cordas. No caso de dupla, também é preciso que pelo menos um músico utilize o instrumento – o outro pode tocar com um violão.

Entre os inscritos, a Comissão de Seleção e Premiação irá escolher 20 músicas, que serão apresentadas pelos artistas no dia 28 de setembro – primeiro dia do evento. Dez serão selecionados para a final no sábado, dia 29 de setembro. Daí sairão os seis premiados – três em cada categoria – para abrir o show de encerramento do festival, no domingo, dia 30 de setembro.

O Festival Anapolino de Viola será encerrado com apresentações de Marcus Biancardini e da dupla Zé Mulato e Cassiano. Goianiense, Biancardini é hoje um dos violeiros mais importantes e inventivos do Brasil ou, como ele se auto-intitula, um “concertista de viola”. Já os mineiros radicados em Brasília Zé Mulato e Cassiano representam a música de raiz caipira produzida no interior do Brasil, com mais de 40 anos de estrada e diversos prêmios nacionais.

O secretário municipal de Cultura, Erivelson Borges, ressalta essas duas vertentes do festival, que é abrir espaço para novos talentos e proporcionar ao público shows de nomes importantes da música caipira de raiz. “A viola, um instrumento tão importante para nossas origens, é a principal atração do festival, um evento que nos surpreende positivamente a cada ano com grandes participações”, completa Erivelson.

O primeiro colocado na categoria música inédita autoral irá receber R$ 5 mil. O segundo lugar ganha R$ 3 mil e o terceiro, R$ 2 mil. Já na categoria interpretação, a premiação é a seguinte: R$ 3,5 mil (1º lugar), R$ 2,5 mil (2º lugar) e R$ 2 mil (3º lugar).

O festival também vai oferecer duas oficinas, de canto popular e aperfeiçoamento em viola caipira. As inscrições para elas serão abertas no dia 14 de setembro e ambas acontecem nos dias 29 e 30 de setembro.