Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Mais um passo na mobilização contra o Aedes Aegypti

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

09/11/2017 16h54 - Atualizado em 10/11/2017 16h50

Mais um passo na mobilização contra o Aedes Aegypti

Prefeito Roberto Naves e vice Márcio Cândido se reúnem com representantes das igrejas evangélicas para repetir ação conjunta

Pelo menos 40 pastores de variadas denominações participaram de um bate papo com o prefeito Roberto Naves na manhã da quinta-feira, 9 de novembro. Na pauta, um tema afeto a todo cidadão: o combate à dengue. No encontro ficou combinada a participação das igrejas evangélicas – assim como as católicas e a sociedade civil – na ação, desenvolvida pela primeira vez no início desse ano, e que resultou na redução de 90% no número de casos da doença em Anápolis em relação ao mesmo período de 2016.

Presidente do Conselho de Pastores de Anápolis, Leordino Lopes destacou a importância do trabalho conjunto e o alcance que ele ganha com a participação das igrejas. “Trata-se de um modelo eficaz de conscientizar e envolver a sociedade e de consolidar a luta contra a dengue, a chikungunya e o zika vírus”, declarou o pastor, acrescentando que o convite do prefeito Roberto Naves foi recebido, mais uma vez, com grande alegria pela comunidade evangélica.

Para Érica Dias, gerente do Controle de Doenças Transmitidas por Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, a redução de 90% dos casos de dengue levou o município a economizar R$ 3,6 milhões, uma vez que o custo mínimo por pessoa com suspeita da doença é de R$ 120. A profissional da saúde explicou, ainda, que 85% dos focos do Aedes Aegypti foram encontrados em imóveis habitados e que a população deve ser responsável pelos cuidados adotados e por abrir as portas para os agentes.

O prefeito Roberto Naves salientou que nenhuma ação contra um inimigo como o Aedes Aegypti será exitosa sem a participação coletiva. “Esse foi o ponto fundamental da ação, a conscientização que vocês e os outros parceiros fizeram para sensibilizar o cidadão sobre a importância dos cuidados e da visita dos agentes". Roberto frisou que as reuniões feitas com representantes das igrejas e da sociedade civil são o passo inicial da mobilização que tem início no dia 14, às 8h30, no Teatro Municipal, batizada de ‘Anápolis contra a dengue’. "Nela teremos a participação de vários representantes da sociedade e entidades classistas”, concluiu.