Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Projeto capacita dependentes químicos em Anápolis

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

10/05/2019 17h50 - Atualizado em 10/05/2019 17h51

Projeto capacita dependentes químicos em Anápolis

‘Fibra de Bananeira’, que começa nesta segunda-feira, 13, será realizado com o apoio da Prefeitura de Anápolis, via Secretaria Municipal de Cultura

Voltar para o mercado de trabalho após reabilitação para tratar a dependência de álcool e drogas é um desafio. A constatação é do artesão Sinomar Fonseca, após prestar trabalho voluntário em casas de apoio de Anápolis. Mas, ficar de braços cruzados, nunca foi uma opção.  Por isso, ele idealizou o projeto Fibra de Bananeira que, em outubro de 2018, foi contemplado com o Fundo Municipal de Cultura (FMC), disponibilizado pela Prefeitura como incentivo no setor.

A proposta é oferecer terapia ocupacional e uma nova chance a essas pessoas por meio do artesanato. Na prática, Sinomar vai ministrar oficinas em seis locais especializados neste tipo de atendimento em Anápolis. A primeira turma será formada pelos pacientes da Comunidade Terapêutica Chácara Jesus Cura, entre os dias 13 e 16 de maio. Confira a programação completa abaixo.

O projeto Fibra de Bananeira tem três pilares: o social (terapia e subsistência), o cultural (artesanato) e o da sustentabilidade.  “Tudo que vou ensinar é feito por meio de recursos naturais, como palha de bananeira, milho e bucha vegetal. Pensei em matérias primas acessíveis para que uma pessoa de baixa renda possa adquiri-las e por meio delas produzir o seu próprio sustento”, explica o idealizador que também vai falar sobre conscientização ambiental durante as oficinas.

Para o artesão, a iniciativa é uma forma de mostrar para este público que eles são produtivos e que seus trabalhos podem ser reconhecidos e valorizados pela sociedade. “Minha expectativa é que seja algo útil e que eles possam utilizar para transformar suas vidas”, acredita.

Programação:

Projeto capacita dependentes químicos em Anápolis