Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Saúde vai percorrer bares e blocos de Carnaval

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

28/02/2019 10h06 - Atualizado em 01/03/2019 11h06

Saúde vai percorrer bares e blocos de Carnaval

Trabalho será feito com o objetivo de alertar a população sobre os riscos do sexo sem proteção

Equipes da Secretaria Municipal de Saúde vão percorrer bares, boates e blocos nesse Carnaval para alertar as pessoas sobre os riscos do sexo sem proteção. O trabalho é realizado pelos profissionais do programa de IST/Aids e Hepatites Virais, e faz parte da campanha nacional “Pare, Pense e Use”, de distribuição de preservativos e material informativo sobre as infecções sexualmente transmissíveis.

A mensagem do Ministério da Saúde é clara: o uso da camisinha é a forma mais simples de proteção contra o HIV e outras IST como a sífilis e o HPV. O período de Carnaval acende a luz de alerta dos profissionais da saúde pública porque oferece riscos de aumento dos casos.

A campanha aborda todos os públicos, mas há uma preocupação específica com jovens entre 15 e 24 anos, pois segundo o Ministério da Saúde, o número de casos de Aids nessa faixa etária cresceu 85% nos últimos dez anos. Há outro índice considerável: 73% dos soropositivos no Brasil são homens entre 15 e 39 anos.

O farmacêutico Eládio Fernandes de Carvalho Júnior, do programa municipal de IST/Aids, explica que a geração atual não vivenciou a epidemia devastadora de Aids nas décadas de 1980 e 1990, e, portanto, ignora as maneiras de se prevenir da doença. “Por isso estaremos nas ruas nesse Carnaval abordando as pessoas, orientando e distribuindo preservativos. Curtir a festa é algo comum entre os jovens, mas que isso seja feito com responsabilidade, sem comprometer toda uma vida”, diz o profissional da Semusa.

Eládio conta que a campanha servirá ainda para que sejam dadas orientações sobre a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP), um tratamento preventivo para pessoas que possuem maior chance de entrar em contato com o vírus HIV. Há também na rede pública a PEP, que é a Profilaxia Pós-Exposição, uma medida de prevenção de urgência à infecção do vírus da Aids, hepatites e outras IST.

Programa
O programa municipal de IST/Aids é regido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), portanto é gratuito e acessível a todos. Basta a pessoa fazer um teste rápido. Constatada a presença do vírus HIV, o paciente é encaminhado ao médico, que fará novos exames e indicará a melhor forma de se tomar a terapia por medicamentos antirretrovirais.

Em caso de teste negativo, a pessoa é orientada sobre as formas de se prevenir as infecções sexualmente transmissíveis. Há trabalhos específicos de orientações ao longo do ano em locais de maior risco, como prostíbulos e casas de massagem, por exemplo.

“Pare, Pense e Use”

Atenção para as datas e os locais onde as equipes da Semusa estarão nesse Carnaval.

28/02 (quinta-feira) – período noturno – bares onde há happy hour, principalmente na região da Avenida São Francisco, no Bairro Jundiaí.

1º/03 (sexta-feira) – período noturno – bloco de carnaval “O Grito”, na Praça do Abílio Wolney (Praça do Ancião)

2/03 (sábado) – período matutino – entrega de preservativos na Polícia Rodoviária Federal, na BR-060

3/03 (domingo) – período vespertino – bloco de carnaval “O Grito”, na Praça do Abílio Wolney (Praça do Ancião)