Página Inicial / Secretarias e Órgãos / Controladoria / Gerência de Auditorias

Gerência de Auditorias

O cenário atual do ambiente das organizações, tanto privadas, quanto públicas, vem demandando, cada vez mais, a adoção de medidas e técnicas de acompanhamento e controle que visam minimizar falhas e evitar problemas que coloquem em risco a imagem das entidades, das empresas, dos acionistas, dos contribuintes e de toda a sociedade em geral.

Essa nova postura corporativa tem proporcionado a materialização e a aplicação de diversos mecanismos, objetivando não apenas detectar e mensurar possíveis problemas, como também o oferecimento de alternativas de soluções. Entre esses mecanismos, destacam-se as políticas de gestão de riscos relacionados à auditoria interna.

A auditoria interna tem como função principal avaliar o processo de gestão, no que se refere aos seus diversos aspectos, tais como a gestão de riscos e procedimentos de aderência às normas regulatórias, apontando eventuais desvios e vulnerabilidades às quais a organização está sujeita.

Diante desse cenário, e ainda, às novas exigências regulatórias que seguem na tendência mundial de fortalecimento, cada vez mais evidenciado nas estruturas de controle, tem aumentado consideravelmente, por parte das organizações, a criação ou o aperfeiçoamento do controle de riscos, levando, por conseqüência, a elevação do grau de importância das atividades desempenhadas pela Auditoria Interna.

Nesse sentido, a importância da auditoria interna no processo de gestão tem aumentado a exigência por um alto grau de especialização do quadro de auditores, atuando de forma coordenada e tendo como finalidade básica o assessoramento da administração por meio do exame e avaliação, entre outros, os seguintes aspectos: a) adequação e eficácia dos controles; b) integridade e confiabilidade das informações e registros; c) integridade e confiabilidade dos sistemas estabelecidos para assegurar a observância das políticas, metas, planos, procedimentos, leis, normas e regulamentos, assim como da sua efetiva utilização; d) eficiência, eficácia e economicidade do desempenho e utilização dos recursos, dos procedimentos e métodos de salvaguardas dos ativos e a comprovação de sua existência, assim como a exatidão dos ativos e passivos; e) compatibilidade das operações e programas com os objetivos, planos e meios de execução estabelecidos; f) mensuração dos problemas e riscos, assim como o oferecimento de alternativas de solução.

Para facilitar o trabalho foi formulado um Manual de Auditoria que tem por finalidade a sistematização do arcabouço estrutural em que se assentam os trabalhos de auditoria interna, a definição de conceitos e de diretrizes gerais, assim como o estabelecimento das normas e procedimentos aplicáveis, com ênfase nos aspectos ao planejamento, exame, avaliação, conclusão e oferecimento de medidas saneadoras.

Já que a política desta Gerência de Auditoria é sempre manter este manual atualizado, de acordo com as mudanças ocorridas na área, bem como em consonância com a legislação pertinente, será realizada, ao final de cada ano, sua revisão e as devidas atualizações.

Manual de Auditoria (arquivo em PDF)

Gerência de Auditoria
Endereço: Centro Administrativo - Av. Brasil, nº 200 - Centro
Telefones: 3902 1231 e 3902 1227